O que é Hiperplasia Atípica da Mama ?

1A hiperplasia acontece quando as células crescem de forma não usual, É uma alteração benigna, que pode atingir várias partes do corpo, como as mamas. Quando isso acontece é chamado de hiperplasia da mama, que pode ser ductal ou lobular. A Hiperplasia atípica ocorre quando esse crescimento nao usual é mais intenso.

Ainda não há fatores estabelecidos, mas algumas mulheres, durante o processo natural de envelhecimento, desenvolvem a hiperplasia mamária quando células normais crescem dentro do tecido mamário, em tamanho e número. A hiperplasia pode atingir tanto os ductos (Hiperplasia Ductal) quanto os lóbulos (Hiperplasia Lobular).
 
 
 
Hiperplasia Atípica
 

Existem sintomas?⠀

Normalmente, a mulher não apresenta sintomas da hiperplasia, que geralmente é diagnosticada em exames preventivos de rotina.
 

stethoscopeUma vez que o médico detecta uma hiperplasia atípica nas mamas, o cuidado deve ser redobrado. Muitas vezes se sugere ampliação cirúrgica da área diagnosticada e além disso sugere-se seguimento periódico clinico e com exames de imagem.

7 atividades físicas que ajudam a prevenir o câncer!

 

O número de mortes no Brasil por conta do câncer aumentou 31% desde 2000. Hoje, o câncer é a segunda causa de morte no país, superado apenas por doenças cardiovasculares. Se estima que apenas 5 a 10% das neoplasias possuem causa genética, sendo em 90 a 95% relacionados a outros fatores ambientais e ao estilo de vida.
Um estilo de vida saudável pode prevenir o cancer em até 40% dos casos!
 
Uma das mais potentes armar em prevenir o cancer são os exercícios físicos.
 Captura de Tela 2017-12-12 às 03.10.20
 
 
 
1486503765-bodybuilding-dumbbell-health-sports-fitness-weight_81281-2Musculação:
Com o avanço da idade tendemos a perder massa muscular e ganhar gordura. A musculação evita essa perda natural de massa muscular, previne a osteoporose e proteje as articulações. Em pacientes que tiveram cancer e usam hormonoterapia, a musculação é um grande aliado em prevenir o cancer e amenizar os efeitos colaterais do tratamento na perda de massa muscular e óssea.
 
SJ_Icon_Private_Yoga_OrangeIoga:
A ioga, através dos seus três componentes principais (posturas, respiração e meditação) pode ajudar a promover vários parâmetros da saúde física (aptidão, equilibrio, flexibilidade e força), saúde mental (estresse e ansiedade) e uma série de sintomas relacionados à saúde (por exemplo, dor) e um numero de outras condições relacionadas a saúde. Além de prevenir o cancer a ioga é um grande aliado no combate aos sintomas relacionados ao tratamento.
 

swimmingNatação:

Muitas atividades físicas podem ajudar a prevenir o cancer. A natação oferece uma vantagem única, pois associa o exercício cardiovascular com o desenvolvimento muscular em um ambiente de pouco impacto. Outro dado importante é que a vitamina D previne o cancer, pessoas que fazem natação tem valores maiores de vitamina D devido a exposição solar.
 
athleticsCorrida:
A prática de exercícios aeróbicos regulares de moderada a alta intensidade diminuem significativamente o risco da formação de pólipos no intestino, do cancer de intestino e rim. Estudos também evidenciaram que mulheres que praticavam exercícios aeróbicos como a corrida, tinham menos de 25% de chance para desenvolver cancer de mama. A corrida ajuda a manter um peso adequado prevenindo assim o excesso do hormônio estrogênio produzido também pelo tecido adiposo. O excesso de estrogênio pode aumentar o risco de cancer de mama ou de sua recidiva.
 
bicicletaPedalar:
Andar de bicicleta está entre as melhores atividades que podem ser feitas diariamente e também uma das melhores para os membros inferiores. Pedalar previne o cancer por ajudar a controlar o peso. Em comparação aos sedentários, quem anda de bike com frequência apresenta probabilidade menor de ter cancer e 46% menor de desenvolver males cardiovasculares.
 
bf9b3b_d20ed5cf85714181b326d229750c0975~mv2Hidroginástica:
Uma boa opção de atividade física para as pacientes que estão tratando de cancer é a hidroginástica, que além de trazer bem-estar, promove o condicionamento cardiovascular e muscular, trabalha a coordenação motora, estimula a agilidade e traz a sensação de relaxamento. A hidroginástica é uma atividade que não gera impactos, por esse motivo, não existe uma restrição para quem deseja praticá-la.
 
boxingLutas:
A atividades físicas como luta tem como vantagem associar o treinamento muscular aeróbicos em um ambiente com bastante descontração. Assim atividades como judo, karate  ajudam a manter um peso saudável,  prevenindo o cancer, e auxiliam no tratamento de doenças como a depressão e insônia.
 
 
 
 
 
 

Tumores cerebrais

 
icon-especialidadesDe todos os tumores malignos no mundo, cerca de 2% correspondem ao câncer do SNC. Em termos de incidência, o câncer do SNC é o 14º tipo mais frequente em homens com o risco estimado de 3,9/100 mil e o 15º entre as mulheres, com o risco estimado de 3,0/100 mil. Apesar de esse tipo de tumor ser relativamente raro, contribui, de forma significativa, para a mortalidade no mundo inteiro.
 
Para o Brasil, no ano de 2016, estimam-se 5.440 casos novos de câncer do Sistema Nervoso Central (SNC) em homens e 4.830 em mulheres. Esses valores correspondem a um risco estimado de 5,50 casos novos a cada 100 mil homens e 4,68 para cada 100 mil mulheres 
 
medical_checklist-512Quais são os fatores de risco?
Algumas ocupações são consideradas como possíveis fatores de risco, como trabalhadores do setor de radiologia, da indústria nuclear, de minas subterrâneas, entre outros, por estarem mais expostos às radiações ionizantes. A correlação de radiação gerada por radiofrequência, telefonia móvel e telecomunicação com o câncer permanece inconclusivo. A herança genética também é citada como risco para alguns tipos de câncer do SNC.
 

icon-stethoscope-300x300-2Quais os sintomas mais frequentes?
Convulsão é um dos primeiros sintomas, ela pode se apresentar de diversas maneiras, como desmaio, tremores e espasmos involuntários e perda do controle muscular. Outros sintomas comuns são:
– Dor de Cabeca associada normalmente nauseas e vomitos.
– Alterações visuais, visão dupla ou perda da visão.
– Problemas de memoria ou de pensar claramente.
– Fraqueza nos bracos e nas pernas
– Alteração da personalidade.
É importante lembrar que estes sintomas podem estar frequentemente associados a condições benignas.
 

dentist_iconComo fazer o diagnóstico?
Procure seu médico, ele avaliara a necessidade de realizar exames de imagens.
O melhor exame para visualizar os tumores cerebrais é a ressonância nuclear magnética do crânio. A tomografia computadorizada também pode ser útil, mas tem menor resolução do que a ressonância. É sempre necessário obter tecido da lesão suspeita através de biópsia ou da remoção cirúrgica da lesão.
 
Quais são os tipos de tumores do cérebro?
Gliomas:
Estes tumores começam no cérebro ou medula espinhal e incluem astrocytomas, ependymoma, glioblastomas, oligoastrocytomas e oligodendrogliomas.
Meningiomas:
Um meningioma é um tumor que surge das membranas que cercam seu cérebro e medula espinhal (meninges). A maioria dos meningiomas não são malignos.
Neuromas acústicos (schwannomas):
Estes são tumores benignos que se desenvolvem nos nervos que controlam o equilíbrio ea audição que levam do ouvido interno ao cérebro.
Adenomas pituitários:
Estes são principalmente tumores benignos que se desenvolvem na glândula pituitária na base do cérebro. Estes tumores podem afetar os hormônios pituitários com efeitos em todo o corpo.
PNETs.
Os tumores neuroectodérmicos primitivos (PNETs) são tumores cancerosos raros que começam em células embrionárias (fetais) no cérebro. Eles podem ocorrer em qualquer lugar do cérebro.
Gliomas.
Estes tumores começam no cérebro ou medula espinhal e incluem astrocytomas, ependymoma, glioblastomas, oligoastrocytomas e oligodendrogliomas.
Meningiomas.
Um meningioma é um tumor que surge das membranas que cercam seu cérebro e medula espinhal (meninges). A maioria dos meningiomas não são cancerosos.
Neuromas acústicos (schwannomas).
Estes são tumores benignos que se desenvolvem nos nervos que controlam o equilíbrio ea audição que levam do ouvido interno ao cérebro.
 
Adenomas pituitários.
Estes são principalmente tumores benignos que se desenvolvem na glândula pituitária na base do cérebro. Estes tumores podem afetar os hormônios pituitários com efeitos em todo o corpo.
Meduloblastomas.
Estes são os tumores cerebrais cancerosos mais comuns em crianças. Um meduloblastoma começa na parte inferior da parte posterior do cérebro e tende a se espalhar através do líquido espinhal. Estes tumores são menos comuns nos adultos, mas ocorrem.
PNETs.
Os tumores neuroectodérmicos primitivos (PNETs) são tumores raros que começam em células embrionárias (fetais) no cérebro. Eles podem ocorrer em qualquer lugar do cérebro.
Tumores de células germinativas.
Tumores de células germinativas podem se desenvolver nos testículos ou ovários. Mas às vezes os tumores de células germinativas se deslocam para outras partes do corpo, como o cérebro.
Craniofaringiomas.
Estes raros tumores benignos começam perto da glândula pituitária do cérebro, que secreta hormônios que controlam muitas funções corporais. Como o craniofaringioma cresce lentamente, pode afetar a glândula pituitária e outras estruturas perto do cérebro.
 

medicineTratamento:
O tratamento vai depender do tipo de tumores e se ele é benigno ou maligno e de alto grau (proliferação rápida) ou baixo grau (proliferação lenta).
Cirugia: É o tratamento principal, o cirurgião tentar tirar o máximo de tumor possível, mas nem sempre é possível tirar todo o tumor. O tamanho e a localização podem tornar mais difícil a ressecção. 
Radioterapia: A radioterapia é o metodo de tratamento local, com ação no tumor, uma irradiação é emitida diretamente no tumor para matar as células malignas. Na maioria das vezes o paciente não precisa se internar para receber o tratamento que é aplicado ambulatorialmente.
Quimioterapia: É usada em combinação com a radioterapia para aumentar a morte das celas malignas. A quimioterapia também pode ser usada sozinha após o termino do tratamento da radioterapia ou quando a doença recorre.

Mitos e Verdades sobre a Mamografia

O Mês de conscientização do câncer de mama está acabando, e você deve ter milhões de desculpas para não fazer a mamografia anual, mas suas razões podem não ser tão boas quanto pensa. Vejamos: Sou muito jovem para fazer o exame. O câncer de mama é o tipo mais comum em mulheres a partir dos 55 anos de idade, mas, também pode acometer mulheres jovens. O rastreamento mamográfico consiste em realizar mamografia anual em mulheres com 40 anos ou mais. A partir dos 70 anos, a frequência dependerá do critério médico. Para mulheres com risco aumentado, a mamografia deve ser anual a partir dos 35 anos de idade. No Brasil, mulheres a partir dos 40 anos de idade, têm amparo na Lei 11664/08 para solicitar que seja feita mamografia de rastreamento, apesar da falta de recomendação formal pelo Ministério da Saúde. Câncer de mama não acometeu nenhum membro de minha família, por isso eu não corro risco. É verdade que se o câncer de mama acomete sua família, você tem maior risco de ter a doença, principalmente se sua mãe ou irmã já tiveram. Mas, a maioria das mulheres que tem câncer de mama  (85%) não tem histórico familiar da doença. Portanto, faça o rastreamento mamográfico de qualquer maneira. A radiação é muito arriscada. A mamografia utiliza raios X para formar a imagem da mama e é utilizada para o rastreamento do câncer de mama. A imagem é obtida com o uso de um feixe de raios X de baixa energia, após a mama ser comprimida entre duas placas. O risco associado à exposição à radiação é mínimo, principalmente quando comparado com o benefício obtido. Eu tenho medo do que pode ser encontrado. Cerca de 80% dos nódulos encontrados nas mamas tendem a ser benignos. A mamografia também não altera nada, apenas mostra com precisão o que já está lá. Se for encontrada alguma alteração na mamografia é importante fazer o diagnóstico e o tratamento, se necessário, para evitar futuras complicações. É um exame muito caro. Não. Toda paciente atendida pelo SUS não paga nada para a realização da mamografia. Todos os convênios e seguros de saúde cobrem o custo do exame. A mamografia dói. A mamografia é um exame muito rápido, pode provocar dor, em algumas mulheres, dependendo da sensibilidade individual, mas é tolerável, e o desconforto provocado pelo exame é breve. O que pode ajudar:
  • Agende seus exames quando suas mamas estiverem menos sensíveis, ou seja, não agende antes da menstruação.
  • Tome um analgésico antes do exame para aliviar a dor.
  • Deixe que a técnica saiba que você pode estar sensível. Ela poderá assim  ser capaz de tornar o exame menos doloroso oferecendo uma experiência positiva.
Eu não tenho nódulos nas mamas tenho que fazer mamografia. Nas mamografias podem encontrar-se pequenos nódulos com tamanho de 1 milímetro, até 3 anos antes de você poder senti-los. Os tumores pequenos, em estágio inicial, são tratáveis e o diagnóstico precoce tem chance de até 95% de cura. Eu sou uma pessoa muito ocupada. Reserve um tempo. Uma mamografia dura entre 15 a 30 minutos, e é parte de seus exames de rotina anuais. Será muito mais demorado se você ficar doente. Meus seios são muito densos. A mamografia pode não ser tão eficaz na detecção de nódulos ou lesões cancerosas em mamas densas, mas também não é inútil. Se sua mamografia não está clara em função das mamas densas, poderá ser feito um segundo exame de imagem, por exemplo, ultrassom ou ressonância magnética. Eu me alimento bem e me exercito regularmente, logo, não corro riscos. Dieta equilibrada e prática de exercícios para manter uma vida saudável podem diminuir o risco de um câncer de mama, mas não o elimina completamente, por conta disso é muito importante a realização da mamografia a partir dos 40 anos. Cuide de sua saúde, cuide de suas mamas! Previna-se! Quanto mais cedo for diagnosticado, maiores serão as chances de cura!   Fonte: Oncoguia