Sintomas do câncer de pâncreas

IMG_1294Sintomas do câncer de pâncreas

O câncer no pâncreas, do tipo Adenocarcinoma, raramente é descoberto precocemente. Porém, alguns sintomas já são os primeiros sinais da doença, como dor aguda na região abdominal superior, que irradia para as costas; perda de aproximadamente 10% do peso; cor amarelada na pele e nos olhos e coceira por todo o corpo, causados pelo acometimento do fígado.

Ao identificar estes sintomas, o médico deve ser procurado imediatamente. O câncer no pâncreas é detectado através de exames de imagens como a tomografia computadorizada e a ressonância magnética, por exemplo.

Não descuide da sua saúde! Faça exames regulares e previna-se!

Carne processada e câncer de intestino?

OMS coloca bacon, linguiça e salsicha na lista de alimentos cancerígenos

De acordo com relatório divulgado hoje pela Organização Mundial da Saúde (OMS): Comer carnes processadas pode aumentar o risco de câncer colorretal.

Depois de uma profunda revisão da literatura científica, um grupo de trabalho formado por 22 especialistas de 10 países reunidos pelo Programa de Monografias IARC classificou o consumo de Carne Vermelha como provavelmente cancerígeno para os seres humanos (Grupo 2A – evidencia cientifica limitada). Esta associação foi observada principalmente para câncer colorretal, mas as associações também foram vistas para câncer de pâncreas e câncer de próstata.

Já as Carnes Processadas foram classificadas como Grupo 1, ou seja apresentam evidencia cientifica suficiente que seu consumo em humanos pode causar cancer colorectal (cancer de intestino).  A OMS colocou estes alimentos na mesma categoria do cigarro e amianto. As carnes processadas incluem salsichas, bacon, presunto e frios.

Substâncias cancerígenas, como os nitratos, se formam quando estas carnes são preservadas. Estas substâncias podem danificar o DNA de uma pessoa e aumentando seu risco de câncer.

Segundo a OMS, comer 50 gramas de carne processada por dia aumenta o risco de câncer colorretal em 18%. Cerca de duas fatias de presunto é igual a 50 gramas.

Cortar a carne processada de sua dieta é uma maneira de reduzir o risco de câncer colorretal. Casos de câncer colorretal são esperados para aumentar nos próximos anos, especialmente em pacientes mais jovens. Em 2030, é esperado um aumento dos casos de câncer de cólon são em 90%. E casos de câncer retal em 124% em pacientes com 35 anos ou mais jovens.

Como evitar carnes processadas e carne vermelha:

Então, como você sabe se está comprando carne processada? Leia o rótulo e verifique se há palavras como nitrato, nitrito, curadas ou salgadas. Isto significa que é uma carne processada.

Especialistas recomendam uma dieta baseada em vegetais. Isso significa que dois terços do seu prato deve ser baseado em frutas e legumes. É importante também ter uma dieta rica em fibras.

Em vez de comer carne vermelha ou processada, tente estas opções de proteína saudáveis:

  • Proteínas vegetais, como feijões, legumes e soja
  • Frango fresco
  • Peixe
  • Laticínios com pouca gordura
  • Ovos

Se você optar por comer carne vermelha, comer não mais de 500 gramas de carne vermelha por semana.

As carnes processadas podem aumentar o risco. Isso não quer dizer, que as pessoas que não estão expostas a esses fatores não vão ter câncer. Por isso, o mais importante é o diagnóstico precoce e a realização da colonoscopia após os 50 anos. Leiam aqui no Blog: Colonoscopia o Exame que Salva Vidas!!!

Link relatório OMS: IARC Monographs evaluate consumption of red meat and processed meat

Prevenção Câncer de Figado!

Captura de Tela 2015-08-17 às 22.49.15Tanto nas causas virais como nas demais doenças crônicas do fígado, ao ser constatada a cirrose, é fundamental a prevenção e tratamento das complicações próprias da cirrose, como o desenvolvimento de varizes venosas, ascite e insuficiência hepática. Além destes cuidados e do tratamento eficiente da doença original, é de grande importância a vigilância para detecção precoce do câncer do fígado, realizada com avaliação clínica, laboratorial e ultrassonografia repetida a cada seis meses.

Aspirina uma droga contra o câncer?

20141308144304A aspirina provou ser uma droga multipotentes, eficaz analgésico, um agente anti-inflamatório, agente anti-plaquetas, e cardio-protector. No mundo do câncer, estudos mostraram que o uso de aspirina a longo prazo reduz a formação de pólipos pré-cancerosos no intestino. Estudos observacionais também mostraram beneficio aumentando a sobrevida de pacientes que tiveram diagnóstico de câncer de intestino, principalmente em pacientes que nao usavam previamente a aspirina. Também foram encontrados indícios de que a droga pode também diminuir os riscos provocados por câncer de mama, de próstata e de pulmão. O que há de tão especial sobre a aspirina, quando se trata de câncer? “A aspirina reduz o risco de câncer por combater a inflamação” Embora sua toxicidade seja muito baixa, a droga vem com algumas desvantagens, seu uso crônico pode causar gastrites e úlceras gástricas, alterações da coagulação sanguínea (impedem a ação das plaquetas) e alterações da função renal. Sob nenhuma hipótese se deve utilizar a aspirina de forma indiscriminada!!!!!!!!!!!  Estão em andamento estudos mais robustos para confirmar o real benefício da droga. Não deixe de procurar seu médico! Siga nosso Blog e Facebook!

Colonoscopia, o exame que salva vidas!

IMG_0104  A colonoscopia permite a detecção e retirada de pólipos que poderiam dar origem a um tumor no intestino. Estudos mostram que a realização da colonoscopia em homens e mulheres entre 55 e 64 anos tem impacto significativo na mortalidade por câncer colorretal. Em estudo envolvendo mais de 170 mil homens e mulheres submetidos a controle com colonoscopia, foram identificadas redução de 23% na incidência e 31% na mortalidade por câncer colorretal. Esses números são impressionantes e reforçam o papel da colonoscopia na redução da mortalidade por câncer colorretal. Logo, se você tem mais de 50 anos faça uma colonoscopia… o benefício é inquestionável!